micose

Saiba quais são as micoses mais comuns!

Micoses são infecções, que acometem várias partes do organismo, e são causadas por fungos, podendo ser de diversos tipos. Nas micoses superficiais, esses fungos podem se instalar na pele, nas  unhas e nos cabelos.

Essas condições de pouca ventilação, ambiente quente e bastante umidificado são propícias para o aparecimento de micoses, pois dificultam a absorção do suor, e assim, favorecendo a proliferação de fungos. Condições como: uso de sapatos fechados, uso de tecidos sintéticos, acúmulo de umidade em regiões de dobras.

Tipos de micose

As micoses mais comuns são as superficiais, que ocorrem na pele, mas também existem as micoses profundas, que acometem órgãos internos, que são tão incomuns quanto parecem, principalmente para pessoas de baixa imunidade.

As micoses mais comuns na pele são:

  • Tinha cruris, ocorre na região das virilhas, períneo e perianal;
  • Tinha pedis, que fica localizada nos pés;
  • Intertrigo,  acomete a região de dobras; quando ocorre entre os dedos dos pés é chamada popularmente de  frieira;
  • candidíase, fungo oportunista que se instala na pele, boca, unhas e partes íntimas, sendo proliferado em ambientes e situações de calor e umidade.
  • Onicomicose, fungos presentes nas unhas.
  • Tinha de couro cabeludo (capitis), Muito frequente em crianças pré-escolares e escolares
  • Ptiríase versicolor, é causada pela malassezia furfur, que faz parte da constituição normal da pele, popularmente chamada de micose de praia ou pano branco

Sintomas da micose

Os sintomas das micoses variam muito de acordo com o local infeccionado e com o tipo do do fungo. Os mais comuns são:

  • coceira;
  • descamação da pele;
  • áreas inflamadas;
  • lesões avermelhadas, castanhas ou brancas;
  • pequenas bolhas de água;
  • fissuras;
  • ardência.

Tratamento

O tratamento depende  do tipo de fungo e proliferação. Dessa forma, podem ser utilizados medicamentos tópicos, sendo xampus, sabonetes ou cremes, que devem conter substâncias próprias; ou  medicação oral, contendo cetoconazol, itraconazol, fluconazol e terbinafina; 

É importante ressaltar que a micose pode aparecer no mesmo lugar, mesmo tendo sido tratada. Isso porque o organismo tem novas chances de ser infectado, seja por uma nova proliferação ou micro-organismos que continuam viáveis. Por isso, é mais do que importante trabalhar na prevenção desses fungos.

O melhor tratamento é sempre a prevenção. Para evitar micoses, é importante não compartilhar objetos de uso pessoal; usar somente o próprio material ao ir à manicure; secar-se sempre muito bem após o banho, principalmente nas dobras, como as axilas, as virilhas e os dedos dos pés; não andar descalço em locais úmidos (como saunas, lava-pés de piscinas e vestuários); usar sempre cremes hidratantes; evitar ficar com roupas molhadas por muito tempo;  usar roupas e meias de algodão e não usar roupas, justas e com tecidos sintéticos que, na maioria das vezes, não absorvem o suor.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como dermatologista em Araraquara!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp