peeling

Tudo o que você precisa saber sobre peeling

Peeling é um tratamento estético indicado para renovar peles com manchas, acne, rugas e cicatrizes. O procedimento deve ser orientado por um especialista em dermatologia, que é o profissional qualificado para avaliar as condições da pele e recomendar o tipo de peeling mais adequado.

Esse cuidado é valioso porque, para a realização do peeling, é preciso fazer uso de cosméticos muito específicos, que tanto podem agir na camada superficial da pele como produzir um efeito mais profundo. A avaliação especializada e detalhada do quadro de cada paciente, assim, é essencial para a conquista de resultados bem-sucedidos.

Nesse contexto, o objetivo do procedimento é estimular a renovação celular. Para tanto, é necessário aplicar, sobre a pele, cosméticos à base ácidos como o retinoico, glicólico ou salicílico. Tudo depende da profundidade do peeling: muito superficial, superficial, médio ou profundo.

Saiba mais sobre essas classificações a seguir:

Peeling muito superficial: indicado para o tratamento da pele que está com aspecto cansado, seco e sem brilho;

Peeling superficial: serve para clarear manchas, suavizar marcas de acne e rugas superficiais.

Peeling médio: ideal para peles com marcas mais profundas de acne e rugas.

Peeling profundo: além dos benefícios relacionados acima, o peeling profundo é recomendado para atenuar os danos causados pela ação dos raios solares, que levam ao envelhecimento precoce da pele.

Produtos usados no peeling químico

  • Ácido retinoico: o peeling com ácido retinoico descama superficialmente a pele, estimulando a produção de colágeno. Esse tratamento é indicado para atenuar as marcas no rosto e estrias em outras partes do corpo;
  • Ácido glicólico: esse tipo de peeling pode ser aplicado na face, pescoço e mãos. O produto ajuda a limpar manchas causadas pela exposição ao sol ou devido à acne. Suaviza rugas e linhas de expressão. A pele fica muito mais viçosa e macia.
  • Ácido salicílico: o peeling com ácido salicílico tem efeito clareador, ideal para peles manchadas. O produto também é usado para tratar a pele com acne.

Benefícios do peeling químico

• Trata os danos causados pela radiação solar;

• Suaviza as marcas de acne e cicatrizes;

• Atenua rugas e linhas de expressão superficiais;

• Deixe a pele viçosa, macia, com aparência saudável.

Resultados do peeling

Antes de aplicar o peeling químico, o dermatologista prepara a pele do paciente, visando prevenir efeitos colaterais provenientes dos produtos que serão utilizados no tratamento. O uso de cremes à base de hidroquinona ajuda a prevenir a hiperpigmentação pós-inflamatória (manchas escuras) causada pelo peeling químico.

Para evitar possíveis infecções, em consequência do peeling médio ou profundo, o dermatologista poderá prescrever medicação específica para evitar infecção viral ou bacteriana.

Geralmente, cinco ou seis sessões são suficientes para obter resultados satisfatórios com o peeling superficial. O peeling médio é aplicado em única sessão, podendo ser repetido após 30 dias. Como o peeling profundo é indicado para tratar danos mais severos, o resultado final depende do estado da pele antes do tratamento e da idade da pessoa.

As recomendações básicas do pós-peeling químico são: hidratação semanal, realizada na própria clínica, uso de filtro solar e evitar expor a pele ao sol, luz fluorescente e alterações de temperatura. É importante observar a evolução da pele após o peeling químico e não deixar de reportar ao médico as possíveis reações adversas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre o meu trabalho como dermatologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp